Historia

A Sociedade de Ensino Superior Madre Francisca Lechner é a expressão máxima do horizonte educacional que a Província Nossa Senhora das Neves, da Congregação das Filhas do Amor Divino, enxergou na missão educacional de sua origem fundante, que remete à saudosa memória de Madre Francisca Lechner. 

A Fundadora, Madre Francisca Lechner ( 01/01/1833 – U 14/04/1894), alemã, natural de Edling na Baviera, governou a Congregação durante vinte e seis anos, de 1868 a 1894, quando descansou em Deus, concluindo seu “mantra sagrado”: “Basta-me o Céu por descanso”. 

 

 

 

Na biografia de Madre Francisca constata-se a determinação e o compromisso assumido com a educação de princípio cristão, que de acordo com os primeiros Estatutos da então “Sociedade”, depois denominada “Congregação”, “A Sociedade do Amor Divino é uma associação de mulheres dedicadas à educação de mulheres, preferencialmente ao atendimento e à formação de empregadas domésticas. Dedicando-se principalmente à assistência e educação da mulher, os membros da Sociedade, querem servir de instrumento ao Amor Divino, cooperando para que a mulher seja conduzida ao seu destino eterno”.  

Conforme a reflexão da historiadora Ir. Vilma Lúcia de Oliveira F.D.C., a obra fundada por Madre Lechner, em 21 de novembro de 1868, em Viena, berço do Império Austro-húngaro, surge como uma aliança, de caráter divino e humano, com os mais diversos elementos, para combater e evitar o avanço da descrença, da ignorância e da desumanidade; e também, como algo que significa um modo de formular e de dizer que a mulher, mesmo simples, pobre, sem uma grande preparação intelectual, sem ser de origem nobre, e sem o suporte de, ao menos um bom patrimônio financeiro-econômico, como era o seu caso, pode tornar em obras a sua experiência de fé. Demonstrando, assim, que encontrou espaço na Igreja e na sociedade, efetivando e ampliando uma evolução de caráter estrutural que já estava em processo. 

O pensamento de Oliveira, reforça a inspiração já presente nas ações de Madre Francisca, quando assimilou posteriormente, no seu projeto original de educação para mulheres, também a educação para 163 meninos, em Breske na Bósnia, uma obra fundada em 1884, valendo salientar que, naquele tempo a autorização em suas escolas era somente para meninas. É igualmente ousada a resposta da Madre às angústias da sociedade moderna, investindo na profissionalização dos mais vulneráveis, a começar pelas domésticas, que se viram despreparadas, no contexto irreversível da industrialização do trabalho, num movimento característico do processo galopante de urbanização, que foi denominado “Revolução Industrial”. 

O olhar evangelizador de Madre Francisca na promoção da fraternidade universal, para combater a exploração do trabalho operário e a miséria crescente, ao invés de incentivar à “luta de classe”, que se insurgia na sociedade europeia, tomou a direção da educação que, inspirada em Santo Agostinho, deve passar pelo coração, pois “o coração da educação, é a educação do coração”, formando cidadãos, através da pedagogia do Mestre de Nazaré, Jesus Cristo, refletida na síntese educativa lechneriana: “Compreender amando, amar amparando e amparar salvando”. 

Quanto à expansão, hoje a Congregação das Filhas do Amor Divino é um Instituto religioso de abrangência intercontinental, presente em 19 países – Áustria, Hungria, República Tcheca, Eslováquia, Croácia, Bósnia-Herzegovina, Kosovo, Albânia, Polônia, Inglaterra, Estados Unidos, Brasil, Itália, Uganda, Bolívia, Equador, Ucrânia, Suíça e Argentina – nos quais as Irmãs atuam, estabelecidas em comunidades que estão circunscritas em unidades administrativas, chamadas “Províncias” e “Vice-províncias”. Duas das referidas Províncias estão no Brasil. A primeira situa-se no Sul do país – Província Nossa Senhora da Anunciação, com sede em Santa Maria, no estado do Rio Grande do Sul, onde as primeiras missionárias chegaram em 1920 e atualmente servem nas áreas de saúde, educação, assistência social e comunidade eclesial de base. A segunda, concentrada no Nordeste, é a Província Nossa Senhora das Neves (Proneves), com sede em Parnamirim, no Rio Grande do Norte, atuando na educação e no serviço paroquial. 

 Ao longo de uma história de 100 anos, completados em 2020, de estabelecimento das Filhas do Amor Divino na região sul do Brasil, agora é a vez da região Nordeste celebrar o jubileu de centenário da chegada das Irmãs em 2025. Em todo a sua trajetória, a Província Nossa Senhora das Neves devotou-se ao campo da educação formal, abrangendo do Ensino Infantil ao Médio, sob a marca forte do nome Escolas Proneves. Por fim, apoiada na experiência da educação básica, a Proneves ousou arriscar-se na seara do Ensino Superior em 2003, criando a Sociedade de Ensino Superior Madre Francisca Lechner, como Mantenedora da Faculdade Católica Santa Teresinha, que funciona desde 2004 em Caicó, Rio Grande do Norte, exatamente no solo santo, em que pisaram as primeiras Filhas do Amor Divino, migrando do sul do Brasil, nos idos de 1925. 

TIRE SUAS DUVIDAS

Preencher todos os dados no formulário corretamente para um melhor atendimento

Entraremos em contato assim que possivel, por favor aguardar.